Skip to content

O que vestir para uma Dancing Bueno Boîte?

2010/12/22

Estamos a dias de Dancing Bueno Boîte  e toda a gente nos pergunta: “e agora, o que é que vou vestir?”. Com um pouco de pesquisa pela internet conseguimos preparar um post que poderá servir de ajuda ou de inspiração para aqueles que nunca vieram à boîte ou simplesmente estão mesmo sem ideias.

Os looks disco começaram nos anos 70 e foram épicos pelos calções justinhos estilo “hotpant” e tops stretch de Spandex. Calças brilhantes de lycra em cores estridentes usados com tops justos de lantejoulas eram muitas vezes adaptações de vestuário de dança na altura e começaram a ter um grande impacto nas discotecas quando o Disco ganhou fama. Dourado, peles de leopardo, macacões justos e roupas brancas que brilhavam nas luzes Ultra Violeta capturam a moda Disco na perfeição. O Disco potencializou os dresscodes e as políticas de entrada à porta das discotecas: as pessoas tinham que tentar parecerem-se bem para poderem entrar nos clubs. Durante o dia a moda Disco não era aceitável mas durante a noite era a única maneira possível de se vestir para fazer com que as pessoas se tornassem parte da acção das festas e do ambiente que nelas se vivia. Casacos de seda que reflectiam a luz e medalhões ao pescoço contrastantes com peitos bronzeados numa camisa semi-aberta eram o hype da altura.

O Disco era tudo o que o Punk, o movimento anárquico anti-moda, não era. O punk começou como um pequeno movimento no final dos anos 70, foi mal recebido e só nos anos 80 foi realmente acolhido pelas massas quando começou a ter um maior impacto como “statement” anárquico na economia ocidental.

A moda nos anos 80 tornou-se diferente de todas as outras épocas porque havia vários estilos paralelos. As mulheres desta época começaram a sentir que podiam finalmente escolher um de vários looks contrastantes. O foco da altura eram os ombros. Os fatos de alfaiataria usados para ir trabalhar também tiveram o seu boom nesta altura.

Brincos gigantescos chamavam a atenção para as caras que se afundavam em ombros largos. As ombreiras eram o must e estavam presentes em todo o tipo de casacos, malhas e camisas. As pedras usadas em joalharia e em detalhes podiam ser verdadeiras ou falsas, o que importava era estarem lá. Diamantes, pérolas e correntes de ouro tinham o objectivo de dizer ao mundo: “cheguei”.

Grande significava melhor e os cortes de cabelo dos anos 80 também cresceram para combinar com as roupas. Mousse e gel eram essenciais para os penteados. Os efeitos do excesso de mousse eram tão horripilantes ao acordar que o normal era lavar o cabelo todos os dias.

Rosas fúchsias, verdes-mar, roxos, azul real e vermelho brilhavam nesta época. As camisolas  eram baseadas em visuais românticos de eras passadas.

Estes foram também os anos de ouro das Doc Martens, que eram usadas por toda a gente, homens, mulheres e crianças. Foi também nesta altura que surgiu o dogma de que os sapatos têm de combinar com a mala.

Os anos 80 foram uma época de grande ganância e de indivíduos que viviam na mentira de que tinham tudo, quer fosse a moda, o champagne ou as posses. Muitos caíram na bancarrota porque a  única maneira de adquirir um estilo de vida 80’s era via cartão de credito.

Os anos 90 já dispensam apresentações uma vez que a maioridade de quem virá à festa é requisito mínimo.

Assim sendo, corram aos vossos baús, corram à Rosa Shock, corram à Emaus.

Não se esqueçam de enviar os nomes para a guestlist para dancingbuenoboite@gmail.com .

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: